quarta-feira, dezembro 13, 2006

TITANIC - REVISTA MANCHETE - PARTE I

Adquiri nesta semana a Revista Manchete Nº. 1.745 com data de 28 de setembro de 1985. Nela contém as primeiras fotos da descoberta do Titanic em 1º de setembro do mesmo ano. Fica esclarecido aqui que está reportagem foi uma das milhares sobre a descoberta, por isso muitos dados aqui podem hoje estarem errados e desatualizados. Coloquei essa matéria como curiosidade sobre as principais notícias da época. Esta matéria será dividida em 3 partes juntamente com as fotos.
-

De 4.000 metros de profundidade,
surge o fantasma do lendário transatlântico.
TITANIC – as primeiras imagens.
-

Uma bandeja de prata incrustada na sedimentação. Garrafas de vinho de boa safra espalhadas no chão do oceano. Um buraco escancarado no lugar onde havia uma gigantesca chaminé. A ponte de comando danificada por uma queda estrepitosa. Estas e outras pungentes imagens de desastre, todas num tom de azul Picasso, foram distribuídas em Washington, na última semana, numa conferência do geólogo marinho Robert Ballard, líder da expedição que no início deste mês localizou e fotografou o transatlântico naufragado Titanic. Foram apenas umas poucas das 12 mil fotos tiradas no fundo do Atlântico pelos submersíveis não tripulados Argos e Angus, depois que desceram 4 mil metros abaixo das ondas, partindo de sua nave-mãe, o navio de pesquisa Knorr, da Marinha dos Estados Unidos.
-
Durante os 90 minutos de sua fala, Ballard cativou o auditório como uma espécie de guia turístico do Titanic, rodando vídeo-teipes tirados pelo Argos quando era orientado pelo Knorr para a frente e para trás, em movimentos pelo sítio do desastre. As dramáticas fitas mostram claramente o navio descansando em posição normal, apontando para o. norte e coberto por uma fina camada de sedimento. As correntes das âncoras de bombordo e estibordo estão enroladas nos cabrestantes, ainda prendendo as âncoras em seus lugares, e no convés superior há um grande buraco onde houve uma vez uma clarabóia. Através dele, Ballard disse aos seus ouvintes: "Vocês podem ver a direita, embaixo, a grande escada." A balaustrada e o madeirame do convés estão intactos, cada tábua grossa e pesada e claramente visível. Os içadores ainda mantêm pendurados, vazios, os botes salva-vidas, que salvaram apenas 700 dos 2.200 passageiros, há muito tempo. Texto de Ellie McGrath. Reportagem de Jay Branegan/Time.
-

(continua...)

3 comentários:

Mario disse...

Eu já só tinha um ano de vida nessa época imagino como os sobreviventes ainda na época encararam as imagens.

Flavia disse...

Oieeeeeeeee Gatinhuuuu

tem seculos q naum venho aki

disculpa

tah mto show issu aki

tah D++++++++

tah 1000

bjs linduuuuu


=^.^=

.

Keila disse...

Oi gente...
Achei muito interessante essas fotos estou dando uma olhada nas informações do Titanic,já assisti o filme trocentas vezes e quero sempre saber mais...
Adore os meus Parabéns a todos vcs fizeram um belo trabalho...
Até +...
K@~K@