terça-feira, setembro 01, 2009

LOCALIZAÇÃO DOS DESTROÇOS


Nos finais de 1970 e início de 1980, começaram as buscas pelos destroços do RMS Titanic. Foram patrocinadas diversas expedições para tentar localizar os destroços, mas nenhuma delas tiveram êxito. Somente em 1985, numa expedição oceanográfica franco-americana, o Dr. Robert Ballard descobriu os destroços do Titanic submersos a 3.800 metros (ou 12.600 pés) de profundidade, 153 km ao sul dos Grandes Bancos de Newfoundland.

A notícia correu o mundo. Ele passou a ser conhecido como "O Descobridor do Titanic". Retornou ao local em 1986, com uma equipe de filmagem da "National Geographic Society" para fazer as primeiras filmagens do transatlântico após 73 anos.

Desde então, a empresa "RMS Titanic Inc." obteve os direitos de realizar operações de salvamento no local e recuperou mais de 6 mil artefatos do navio. Diversas empresas de turismo e produtoras de filmes também visitaram o local em veículos submergíveis tripulados. O Dr. Ballard retornou ao Titanic em 2004, para averiguar os danos que o navio sofreu desde o seu descobrimento (1985-2004). Constatou a aceleração da deterioração da estrutura do navio. Concluiu ainda que as inúmeras expedições e visitas ao local, só serviram para danificar o sítio arqueológico do Titanic.

Abaixo trechos da narração do vídeo "Segredos do Titanic", de 1986:

NARRADOR: No ano anterior uma expedição franco-americana, levando Ballard como sócio, procurou localizar o Titanic. Uma área de cerca de 388 km2, foi vasculhada por instrumento de sonar e câmeras de TV de longo alcance rebocados ao longo do fundo do mar, numa profundidade de mais de 4.000 metros, mas o Titanic não estava onde se pensava que estivesse. As imagens televisivas revelavam apenas uma monótona planície de sedimentos animadas as vezes por um peixe preguiçoso ou uma garrafa vazia de cerveja. Dias de pesquisa inútil arrastavam-se. É uma hora da manha do dia primeiro de setembro de 1985 a pesquisa já dura cinqüenta e seis dias.

PESQUISADORES: Os restos. - Acertamos! - Sim! - Chegamos lá? - Alguém precisa ir buscar o Bob. Bob vai "amar" isso! - É mesmo. Olhe aquilo lá! - O que é? - Não sei! - É feita pelo homem. Há mais coisa vindo. - E é grande. - É a caldeira. - Quem diria. - Olhe só - É a caldeira! Sim é fantástico! - Peguei isso!

BALLARD: Obrigado. Não posso acreditar - Imagine só! - Quem diria - Ele existe. Cathy pegou o champanhe? Houve uma explosão de alegria como criança gritando, pulando, muito pouco profissional. Era a emoção de estar no local onde aquela tragédia havia acontecido e ver o navio. Era muito todos perderam o controle. Emocionalmente todo mundo caiu numa grande depressão. Fizemos então um pequeno culto. Ficamos emocionados. Sentimo-nos melhor e ai notei o quanto o caso havia me afetado. Quando voltamos, por quatro meses não consegui falar no Titanic. Realmente não falaria dele com ninguém só queria me esconder.

Caso queiram a narração completa, seguem os links:





A todos os titânicos, boa viagem de volta a 1985...


5 comentários:

Raphael disse...

Muito bem lembrado.
Você sempre antenado, parabéns Capitão.
Música linda essa, demais!

=)

Leonardo [dono] disse...

24 Anos do descobrimento do Titanic no Atlântico o/

Luiz Felipe disse...

putzzz tinha esquicido :(

EX-CE-LEN-TE post

vlw capitão ;)

Tommy disse...

putzzz tinha esquicido :(

EX-CE-LEN-TE post

vlw capitão ;) [2]

fabiana disse...

Adorei ♥
bjs :*