domingo, julho 20, 2008

O TITANIC NUNCA FOI BATIZADO

Quando o casco foi completado, um enorme evento cerimonial foi realizado em 31 de maio de 1911 nos estaleiros da Harland & Wolff em Belfast. O Titanic tinha sido construído em uma rampa de deslize especial no maior canteiro naval do mundo. O rio tinha sido dragado para acomodar os cascos fundos do Titanic e do Olympic. Os sócios e imprensa estavam presentes, muitos destes foram trazidos especialmente da Inglaterra para Belfast em um navio da White Star Line reservado para a ocasião.

Junto com dignitários como John Pierpont Morgan (maior acionista da White Star Line), Joseph Bruce Ismay (administrador e diretor da White Star Line e filho do fundador da empresa) e o William James Pirrie (presidente da Harland & Wolff), milhares das pessoas saíram para ver o grande lançamento do casco do Titanic.

Mas não havia nenhum batismo, nenhuma garrafa de champanha esmagou contra o casco dele. A White Star não fazia questão de se viciar em tais práticas antiquadas e supersticiosas. Bruce Ismay apertou um botão, e os carrilhões elétricos empurraram as 26.000 toneladas, que deslizou sobre 23 toneladas de sebo, óleo de trem e sabão suave, o Titanic estava na água. Dado poder e pelo peso do mesmo, ele atingiu uma velocidade de 12 nós, igual à velocidade máxima de muitos dos navios a vapor que então trabalharam o Atlântico Norte.

6 comentários:

Anônimo disse...

Naquela época comemorar por algo novo era muito comum, mas como Titanic não é apenas uma coisa comum, como mostra o texto, não teve nenhum tipo de comemoração, nem abriram um vinho!
Aliás, não teve nenhum tipo de batismo.
Mas como se trata de Titanic, não estou nada surpreso, mas para aquela época uma simples comemoração não ser feita, talvez seja um pouco de desprezo.


Jonatas R.

gabriel disse...

sem batismo?!?!?!?! o.O

por issu afundou, haushaushauhsuahsua

abçs capitao ^^

Aislan disse...

31 de maio de 1911.... Como eu gostaria de estar neste grande dia nakele local.... ser parte dakeles 100 mil q estavam la!

Abraços Mestre Alencar!

Mário disse...

foi como voce disse era costume da white star não fazer baptismos, por isso até o Olympic não o foi certo? o que eu sei também é que era costume da white star que os navios passassem por liverpool e o Titanic foi o único que não o fez e foi directo de Belfast para Southampton. O filme a Night to Remember de 1958 retrata de forma errada o lançamento do Titanic com o baptismo da garrafa de champanhe esmagada no casco. bom post.

ricardo disse...

mto legal essa informação capitão
parabens!!!

Luiz Carlos da Silva disse...

Quebrando ou não a garrafa, acidente em que 4.000 escapam e só 3 morrem...é muita sorte. Sugiro que, para alegria dos supersticiosos, sejam fabricadas garrafas de champanhe mais fracas, só para esse evento.