terça-feira, novembro 21, 2006

HMHS BRITANNIC




A quilha do Britannic foi construída antes da viagem inaugural do Titanic, mas a construção foi paralisada depois que o Titanic afundou. Antes da retomada da construção, vários mudanças foram feitas ao Britannic, inclusive um casco duplo e anteparas aprova d'água que alcançavam até o deck "B". Ele seria chamado de RMS Gigantic, mas foi mudado para RMS Britannic logo após a catástrofe do RMS Titanic. Quando o trabalho foi reiniciado muitas mudanças estavam incorporadas nos planos finais. Estas incluíam:
-
A) Casco duplo, o que aumentou a largura do navio em dois pés (60 cm);
-
B) Fundo duplo, o fundo tinha normalmente cinco pés (1,5m) mas foi aumentado a seis pés (1,80m);
-
C) O espaço entre o fundo interno e externo foi separado em compartimentos através de seis enormes vigas de aço longitudinais a fim de minimizar a ruptura do navio em caso de inundação. Essa medida prova que a hipótese de que o Titanic tenha se rompido enquanto afundava era real, não que ele afundou inteiro como os inquéritos americano e inglês apuraram;
-
D) As anteparas a prova d'água foram estendidas do fundo até o deck "E" na parte dianteira do navio e até o deck "D" na parte de trás. Cinco dessas anteparas estenderam-se até o deck "B" e outras onze até o deck "E". Já não parecia mais importar para a companhia se as anteparas e as pesadas portas a prova d'água se infiltrassem nos compartimentos da primeira classe;
-
E) Quatro filas de rebites, foram postas nas chapas, onde tensão seria maior;
-
F) Turcos de tamanho gigantes para os barcos salva-vidas;
-
Estas modificações fizeram do Britannic a maior tonelagem bruta dos três navios, cerca de 48.158 toneladas. Como um navio hospital ele era aproximadamente 5% maior e provavelmente teria alcançado as 50.000 toneladas (aproximadamente 10% maior) quando convertido a um transatlântico comercial. A White Star Line ficou obcecada com a segurança de seus navios depois do desastre do Titanic.
-
Ele foi lançado em 26 de fevereiro de 1914 e a White Star Line anunciou que ela faria a linha entre Southampton à Nova Iorque a partir da primavera de 1915. Com o início da Primeira Guerra Mundial, ele foi requisitado pelo almirantado e modificado para navio hospital. Sua parte interna quase completada foi convertida em dormitórios e quartos operacionais. Em 12 de dezembro de 1915 ele estava pronto para entrar a serviço.
-
Atracou em Liverpool no dia 12 de dezembro de 1915 debaixo de uma pesada escolta armada. Foi equipado para a função de navio hospital com 2.034 cabines e 1.035 camas para vítimas. Um pessoal médico de 52 oficiais, 101 enfermeiras, 336 soldados, e uma tripulação de 675 homens e mulheres. O navio estava sob o comando do Capitão Charles A. Bartlett.
-
O Britannic foi comissionado como HMHS "His Majesty's Hospital Ship" (Navio Hospital da Vossa Majestade), em 12 de dezembro de 1915 em Liverpool passando em seguida para a sua primeira viagem em 23 de dezembro de 1915, com destino a Moudros. Ele foi juntar-se ao Mauretania, Aquitania, e seu irmão, o Olympic. Juntos os cinco navios eram capazes de levar 17.000 doentes e feridos ou 33.000 soldados.
-
A quinta viagem teve novamente a escala Southampton, Nápoles e Mudros. No último dia dessa viagem o Britannic enfrentou mares revoltosos e tempestades. Após enfrentar as tormentas retornou finalmente a Southampton com mais de 3.000 feridos. O Aquitania sofreu sérios danos durante a tempestade e deve que atracar para reparos. Por causa disso Britannic foi convocado para sua sexta viagem depois de quatro dias.
-
21 de novembro de 1916, o HMHS Britannic estava navegando pelo Canal de Kea no mar Egeu. Logo após as 8:00 da manhã, uma tremenda explosão golpeou o Britannic, que adernou e começou a afundar muito depressa pela proa. O Capitão experimentou encalhar o Britannic na Ilha de Kea, mas não teve sucesso. Em 55 minutos, o maior transatlântico da Inglaterra, com apenas 351 dias de vida, afundou.
-
O Britannic está tombado de lado a apenas 107m de profundidade. Tão raso que a proa bateu no fundo antes dele afundar totalmente. Ele foi descoberto em 1976 pelo oceanógrafo Jacques Cousteau.
-
O Britannic é hoje o maior transatlântico naufragado. É fácil distinguir o Britannic de seus irmãos, devido aos gigantescos turcos de barco salva-vidas, e também porque a maioria das fotografias suas mostram ele todo pintado de branco com uma faixa verde pintada no casco de proa à popa, separada apenas por três grandes cruzes vermelhas de cada lado, designando-o como um navio hospital. O HMHS Britannic nunca chegou a receber um centavo para transportar um passageiro. Em 1998 uma expedição fotografou e filmou os destroços do Britannic.
-

HMHS BRITANNIC
Início da Construção: 30 de novembro de 1911.
Lançamento do Casco: 26 de fevereiro de 1914.
Naufrágio: 21 de novembro de 1916.

2 comentários:

Felipe disse...

Aleeeeeeeeeeeeeeeeee










90 anosssssssssssssssss











caracaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa







arredondouuuuuuuuuuu ......... é ............. mais um navio da WSL que foi pro pau :(





mas o Titanic é bem mais bonito \OO/








;)














abçsssssssssss











ahhhhhhhhh ............. foi culpa tua!!! vc afundou ele tb!!!!!













hehehehehe ........... abçssssssss

flavia disse...

nossa niver pra nos q massa
ele eh taum feinhuuuu

q kra exageardu esse, topico gigante, hihihihi

bjs gatinhuuu, vc pensando em td.

te adolooo ;)