quarta-feira, novembro 22, 2006

TITANIC - READER´S DIGEST - PARTE III

Há alguns anos eu ganhei de uma amiga que mora em Nova Lima um xerox sobre o Titanic. O texto era antigo com alguns erros de gramática. Há pouco mais de dois meses eu por sorte consegui este livro. Hoje, coloco todo o texto, dividido em sete partes, aqui no Titanic Momentos, sem correção gramatical. Espero que gostem.
-

O TITANIC NÃO AFUNDA
Hanson W. Baldwin

Poucos minutos depois, pelas 11h e 40m, a massa enorme, gigantesca, de uma alvura opaca, surgia das trevas, bem no caminho do Titanic. Durante alguns segundos, Fleet não pôde crer nos seus próprios olhos. Era entretanto a realidade. Horrorizado, telefonou para a ponte de comando:
-
"Iceberg à proa!"
-
O primeiro sinal de alarma soou na casa de máquinas. Perigo! Os ponteiros do indicador giraram até ao sinal: "Pare!" e a seguir: "Recuar a todo vapor!!"
-
Houve um leve choque, como se alguma coisa tivesse raspado pelo navio. Pedaços de gelo caíram no convés da proa. Pouco a pouco, o Titanic parou. O Capitão Smith saiu correndo da cabina. "Que foi? Fomos de encontro a alguma coisa?"
-
Murdoch responde: "Um iceberg, capitão. Fechei as portas dos compartimentos estanques".
-
Algumas luzes se acenderam nas cabinas da primeira e da segunda classe. Vários passageiros, tontos de sono, puseram-se a espiar pelas vigias. Alguns perguntavam, sem maior interêsse, aos empregados de bordo: "Por que foi que nós paramos?"
-
"Não sei, não há de ser nada."
-
Na sala de fumar, um grupo de jogadores ainda se achava reunido em tôrno à mesa do pôquer. Sentiram o pequeno choque provocado pela colisão, e viram uma montanha de gêlo de cêrca de 24 metros de altura deslizar a pouca distância das janelas da sala. Certos, porém, de que o Titanic era insubmergível, nem se deram ao trabalho de chegar ao convés.
-
Embaixo, porém, no porão e nas caldeiras, já sabiam que o Titanic fôra mortalmente ferido. Os seis compartimentos à frente do nº 4 estavam abertos ao mar; em dez segundos, o iceberg fizera um rasgão de 90 metros na quilha.
-
Páginas: 277.
Catástrofes, Desastres e Aventuras que comoveram o Mundo.
Seleções do Reader´s Digest – 1965

2 comentários:

flavia disse...

oeeee, blz linduuu???

d+++ cmoo sempre.

bjs :)

Mario disse...

em 1965 ainda se tinha a ideia que o rasgo fora de 90 metros, teriam de esperar mais 20 anos para saber que não foi bem assim. =)