sábado, abril 14, 2007

14 DE ABRIL DE 1912


9:00 - A primeira mensagem relatando a presença de gelo é recebida pelo Titanic proveniente do S.S. Caronia notificando a presença de campos de gelo em 42º N, de 49º a 51º W, avistados em 12 de Abril.
-
10:30 - A missa dominical é realizada no salão de jantar da primeira classe.
-
11:40 - O vapor holandês Noordam relata a presença de muito gelo aproximadamente na mesma posição da relatada pelo Caronia.
-
12:00 - Na ponte de navegação é medida a posição do navio com o sextante, e registrada a distância percorrida 546 milhas (878,6 km) desde o meio dia de sábado.
-
13:42 - S.S. Baltic envia a terceira mensagem recebida pelo Titanic avisando sobre icebergs e grande quantidade de gelo em 41º51' N e 49º52'W, 402.3 km à frente do Titanic. O Capitão Smith passa a mensagem para Ismay, o qual a guarda. Posteriormente ele a mostraria para alguns passageiros.
-
13:45 - S.S. Amerika, da Alemanha, é o navio mais próximo de Cape Race, Newfoundland, envia a quarta mensagem recebida. Talvez a mensagem mais importante recebida, ela relatava a presença de dois grandes icebergs em 41º 27'W e 50º 8'W, observados no mesmo dia. Esta mensagem nunca chegou à ponte de comando, possivelmente Jack Phillips, operador do telegrafo do Titanic, não teve tempo para enviá-la ao capitão pois o aparelho de telegrafo quebrou pouco após o recebimento desta mensagem, tendo Phillips e Bride, seu substituto, passado grande parte do dia consertando o aparelho.
-
17:50 - O Capitão Smith altera o curso do Titanic um pouco para sudoeste, talvez para evitar a presença de gelo.
-
18:00 - O segundo oficial Lightoller substitui o oficial chefe Wilde na ponte.
-
19:15 - O primeiro oficial Murdoch ordena o fechamento da escotilha do castelo de proa para que a luminosidade de dentro não interfira com os vigias no cesto da gávea.
-
19:30 - Chega à quinta mensagem, transmitida do S.S. Californian para o S.S. Antillian reportando a presença de três grandes icebergs ao sul de sua posição em 42º 3'N e 49º 9'W, aproximadamente 80 km à frente do Titanic. A temperatura do ar é registrada como 0,5º C, 6 graus a menos que a registrada as 17:30.
-
20:40 - O segundo oficial Lightoller ordena um vistoria no suprimento de água fresca, uma vês que a água do mar está próxima da temperatura de congelamento (da água doce).
-
20:55 - O capitão se retira após o jantar e vai até a ponte onde comenta como oficial de guarda, segundo oficial Lightoller, sobre o tempo calmo e a noite clara apesar da falta da lua, assim como a visibilidade de icebergs durante ume noite sem luar. O Titanic faz 22 nós com 24 de suas 29 caldeiras ativadas.
-
21:20 - O Capitão se retira para seu quarto, dando ordens para ser acordado se algo acontecer..
-
21:30 - Lightoller manda os vigias no cesto da gávea ficarem alertas para icebergs até a manhã.
-
21:40 - A sexta mensagem é recebida pelo Titanic proveniente do S.S. Mesaba relatando grande quantidade de gelo e grandes icebergs de 41º N a 41º 25'N e de 49º W a 50º 30'W, nas proximidades do Titanic. Novamente esta mensagem não chegou até a ponte. Supõe-se que Phillips estava muito ocupado trocando mensagens de passageiros com Cape Race para poder deixar a sala de telegrafo e levar a mensagem até a ponte. No total, seis mensagens alertam o Titanic da presença de um grande campo de gelo diretamente à frente.
-
22:00 - O primeiro oficial William Murdoch assume a guarda, dispensando Lightoller. É feita a troca de vigias. Os que entram são informados que devem ficar atentos a icebergs. A temperatura do ar é agora de 0º C. o céu está sem nuvens e claro.
-
22:30 - A temperatura do mar é agora de -2º C
-
22:55 - O S.S.Californian, parado em um campo de gelo ao norte do Titanic envia a última mensagem recebida pelo Titanic. Phillips, operador de telegrafo do Titanic corta a mensagem do Californian, avisando que estava em contato com Cape Race. O operador do Californian continua a ouvir as mensagens do Titanic até as 23:30.
-
23:30 - O único operador de telegrafo do S.S. Californian, terminando seu serviço do dia, desliga seu equipamento e vai para a cama como de costume. Frederick Fleet e Reginald Lee, vigias da noite, assumem seus postos para observar o mar à frente e avisar a ponte de qualquer perigo iminente. Sem binóculos, eles se esforçam para poder visualizar qualquer perigo à frente quando eles notam uma indistinta cerração aparecendo diretamente à frente
-
23:40 - Inesperadamente Fleet, observa uma grande forma escura indistinta elevando-se 18 metros acima da superfície e que ele reconhece como sendo a ponta de um iceberg a aproximadamente 460 metros diretamente à frente, e rapidamente toca o sino de aviso três vezes e imediatamente avisa a ponte, "iceberg diretamente à frente". O sexto oficial Moody na ponta recebe a mensagem e imediatamente a passa para Murdoch o qual ordena tudo a estibordo no timão enquanto pelo telegrafo de bordo ordena a parada seguida de reversão total dos motores. Irá levar ainda alguns segundos para o imenso navio iniciar sua curva à esquerda. Infelizmente, devido aos poucos testes realizados com o navio, não se sabia quanto tempo, nem qual a distancia necessária para que ele realizasse tal manobra. Após a proa virar dois pontos (10 graus), o iceberg atinge o navio diretamente a estibordo gerando um tremor sentido por todo o navio. Murdoch imediatamente fecha as portas à prova d'água a baixo da linha d'água fechando os compartimentos estanques e prendendo para sempre muitos trabalhadores no interior do Titanic. A 22 nós, a colisão dura apenas 10 segundos, mas o suficiente para a colisão causar sérios danos estruturais ao casco. No total foram apenas 32 segundos entre o avistamento e final da colisão O impacto é notado por vários passageiros como um tremor seguido por um rangido metálico.
-
23:41 - O Capitão chega à ponte onde recebe o relatório do acontecido. É ordenada parada total dos motores.
-
23:50 - 10 minutos após a colisão a água já atinge 4 metros acima da quilha e inunda completamente todos os compartimentos danificados à exceção da casa de caldeiras número 5. O iceberg havia danificado o casco cerca de 3 metros acima da quilha e por uma distancia de aproximadamente 92 metros. A água entra rapidamente pelo porão de vante, pelos porões de carga 1, 2 e 3, e pelas salas de caldeiras 5 e 6, a qual apresenta 8 pés de água. Os motores são colocados em "à frente devagar".

5 comentários:

Mario disse...

grandes momentos a serem relembrados, parabéns. ainda tenho que preparar os meus...

fernando disse...

pow kra demais esses momentos
se blog eh o maximo
parabens

Anônimo disse...

ta show o blog alencar
parabems \o/ feliz aniversario titanic 95 anos q vc nos deixou :'(
xD da nd mais estamos resgantando ele aqui nesse blog maravilhoso xD


Ob: hj dia 14 d abril eh meu aniversario

parabems para min e pro nosso titanic \o/

Anônimo disse...

kkkk esse anonimo ai em cima sou eu

Gabriel

o alencar me conhece bem

Ob: meu msn ga_rohden@hotmail.com

Felipe disse...

amo essa foto. foi a ultima dele ne???