quinta-feira, abril 05, 2007

RODRIGO PILLER E SEU RELÓGIO - PARTE I

Titanic Momentos traz neste mês de abril em comemoração ao aniversário do naufrágio do RMS Titanic, o mais celebre navio da história da humanidade, outra entrevista com o nosso amigo e titânico Rodrigo Piller, que contará como foi o processo de criação do seu relógio. A entrevista será dividida em 3 partes. Espero que todos gostem da matéria. Abraços...


-
Olá novamente amigos do Titanic Momentos.
Em primeiro lugar gostaria de agradecer a todos que gostaram do trabalho com a cadeira e me enviaram suas mensagens de apoio. Novamente fui convidado pelo Alencar, desta vez descreverei como foi que tive a idéia, comecei e finalizei os trabalhos do relógio da grande escadaria do Titanic, cujo nome é “A Coroação da Honra e da Glória”.
-
Desde que comecei a colecionar sobre o Titanic sempre tive muita vontade de fazer objetos que pertenceram a ele, logo depois da feira de ciências de 2002, onde eu apresentei a maquete de 2,24 m. que fiz dele a febre com relação a isso só fez aumentar. Adquiri em 2005 o livro making off do filme que tem uma foto bem detalhada do relógio e foi nele que tive minha maior fonte de imagens (juntamente com o filme).
-
Comecei a pensar se eu conseguiria fazer um relógio igual ou parecido com o do navio, como eu sabia que era bastante difícil o projeto não saiu do papel por mais de um ano. No começo fiz desenhos, planos e fui imaginando formas de fazê-lo. Achava que se o fizesse não ficaria nem parecido, pois achava que eu mesmo não teria capacidade de modelar tantos detalhes complexos e as duas figuras humanas.
-
O preço de tudo também era visto como barreira, pois não sabia quais materiais usaria na confecção e quanto custariam. Por várias vezes visitei um vizinho de minha rua que trabalha com gesso e tentei explicar como eu queria fazer e se ele tinha alguma forma de gesso que eu poderia aplicar no relógio. Mas tendo em vista que o relógio é algo único não encontrei nada que pudesse me ajudar. Como eu já pintava quadros e possuía uma forma (feita em borracha de silicone) para fazer molduras em gesso (que esse vizinho fez para mim) imaginei que esta mesma forma podia me ajudar. Em um certo ponto já era inevitável começar. Sabia que não poderia fazer o relógio inteiro, pois ele tinha mais de 2,50 m. de altura (pegava do piso ao teto), então optei por fazer apenas a parte principal.
-
Imaginei que poderia fazer toda a moldura em gesso (já que seria bobeira tentar fazer uma igual ao do relógio), os anjos em massa de biscuit, a armação toda em madeira e o restante em papelão paraná, o mesmo que usei para fazer o navio. Como todo trabalho, comecei pelo princípio. Fiz o quadro do relógio em madeira de pínus, a mesma que uso em meus quadros, fiz a base do relógio com dois quadros velhos de madeirite e para dar aspecto bem liso lixei tudo e colei duas folhas de papel cartaz por cima. Nisso eu já tinha feito as quatro molduras externas (com minha forma) e encomendado as quatro internas com meu vizinho.
-

(Continua...)

Um comentário:

fernando disse...

mto rox esse relogio
parabens a todos vcs