quarta-feira, abril 25, 2007

FEBRE DOS LEILÕES TITANIC


Antes do filme, o navio "Titanic", que naufragou há 95 anos, apesar de mexer com a imaginação das pessoas, já não despertava tanto interesse dos compradores de objetos antigos. Depois do filme, uma nova geração de colecionadores se formou.

"Aquela triste noite de 1912 ainda comove as pessoas, fazendo-as abrir os bolsos", revela o leiloeiro Patrick Bogue, que já colocou à venda "objetos efêmeros e colecionáveis de navios transatlânticos" no valor de US$ 57 mil.

Refletindo sobre a causa do acidente que causou milhares de mortes, Patrick Bogue disse que o desastre "refletiu a arrogância dos armadores e engenheiros da época do rei Eduardo, que se achavam mais poderosos do que a natureza".

Entre os objetos já leiloados temos: um telegrama enviado pela condessa de Rothes no qual informava que estava salva, além do relatório do inquérito sobre o desastre.

Patrick Bogue conta que o objeto que causou maior emoção ao ser vendido foi o relógio de bolso de um dos comissários do Titanic, Edmund Stone. "Ele morreu quando o Titanic afundou. Seu corpo foi encontrado uma semana depois. Seus objetos pessoais foram colocados em um saco de lona, que foi fechado e enviado a sua família. O ponteiro de seu relógio, enferrujado, parou às 2h16min, o momento em que o navio afundou".

3 comentários:

jesse disse...

interessante ,essa do relogio eh de arrepiar ,poe qto sera q foi vendido esse relogio?

fernando disse...

mto massa issu aki
parabens capitão

Mario disse...

edmund stone morreu no Titanic com 33 anos. se é quem eu estou pensando...