segunda-feira, março 09, 2009

NAVIOS DA WHITE STAR (1881-1883)

Durante este mês, iremos colocar uma relação dos navios da White Star Line. Apesar de poucas informações e em alguns casos a não existência de fotos, esperamos trazer em cada post, um pouco mais da história naval desta companhia.


ARABIC
Construção: 1881
Toneladas: 4.368
Será pra ser chamado de Asiatic, mas teve seu nome mudado para Arabic antes do lançamento. Foi fretado em 1882 pela Occidental & Oriental SS Co. Foi vendido em 1890 para a Holland America Line, sendo renomeado para Spaarndam. Foi desmantelado em 1901.


COPTIC
Construção: 1881
Toneladas: 4.367
Era irmão de Ionic e Doric. Foi fretado em 1882 pela Occidental & Oriental SS Co., na rota de São Francisco. Em 1884 foi usado na rota: Reino Unido - Tasmânia - Nova Zelândia - America do Sul a serviço da White Star / Shaw Saville Service. Foi vendido em 1906 para Pacific Mail SS Co, sendo renomeado para Persia. Em 1915 foi vendido para o Japão e recebeu o nome de Pérsia Maru. Foi desmantelado em 1926, em Osaka.


DORIC
Construção: 1883
Toneladas: 4.784
Era irmão de Ionic e Coptic. Foi fretado em 1895 pela Occidental & Oriental SS Co., na rota de Hong Kong. Foi vendido em 1906 para a Pacific Mail SS Co, sendo renomeado para Asia. Foi desmantelado em 1911 em Taichow Island.


IONIC
Construção: 1883
Toneladas: 4.753
Em 1893 retornando de Cape Town o eixo do leme quebrou, precisando ser rebocado pelo Hawarden Castle. Em 1900 serviu como navio de tropa para o Governo Espanhol, sendo vendido para a Aberdeen Line, e renomeado para Sophocles. Foi desmantelado em Morecambe em 1908. Um fato curioso: Arabic, Coptic, Doric e Ionic eram muito similares, fazendo confusão às vezes no porto.

11 comentários:

Taylor Moreira Silva disse...

Fala Alencar! Muito interessante mesmo, o fato dos irmãos Arabic, Coptic, Doric e Ionic serem quase idênticos. O cara que projetou os 'irmãos', estava meio sem inspiração no dia >hehe<... Agora fala sério, o Titanic é o mais bonito de todos da familia! Tambem o mais azarado :(

André disse...

Olá
Eu sempre quis trocar experiências com as pessoas do meu meio naval, mas é dificil encontrar, ao meu redor, pessoas interessadas no assunto. E esse blog é uma oportunidade que encontro para "botar pra fora" o que eu sei sobre o tema. Comentei em um post seu a respeito do Normandie mas não percebi que era um arquivo, então reforço o que eu disse nesse post atual: admiro os navios, sobretudo os transaltânticos clássicos, e lamento não só a perda do glorioso Normandie, bem como de sua requisição para operações militares, mas também a perda de todos os navios daquela época marcada por guerras.

Enfatizei a presença das mulheres nesse universo masculino que são as máquinas e reforço a importância da "presença" delas nesse blog e na sociedade como um todo. Não estou fazendo menção ao dia internacional da mulher ja que esse comentário sobre elas eu faria em qualquer ocasião, mas sim por precisarmos do envolvimento delas no nosso cotidiano de uma forma natural e sem preconceitos, destaco a inclusão social delas principalmente em assuntos relacionados aos navios.

A White Star era uma armadora predestinada ao desatre, na minha opinião. Tanto que, mesmo no mais importante momento da companhia - o surgimento da classe Olympic-, ela fracassou. Ainda perderia o Britannic! Gosto do trio, mas ao conhecer melhor o Olympic simpatizei mais com essa unidade do que o famoso e malfadado irmão. O "velho de confiaça" fez uma carreira imprecionante, mas nem por isso ficou tão conhecido como merecia por seus feitos (enfrentou até um submarino). Em contrapartida o Titanic ficou famoso pelo desastre que o assombrou. Concordo que a perda de vidas decorrente do naufrágio fez por merecer uma maior atenção ao Titanic, mas o fato do Olympic não ser lembrado por não haver mortes em seus conveses, acho injusto que não seja reconhecido.
Parabéns pelo trabalho que é muito legal.
um abraço

Jeff disse...

"Arabic, Coptic, Doric e Ionic eram muito similares, fazendo confusão às vezes no porto" isso q chamo de falta de criatividade ¬¬
Parabens Alê!!!

Raphael disse...

"Arabic, Coptic, Doric e Ionic eram muito similares, fazendo confusão às vezes no porto" isso q chamo de falta de criatividade ¬¬
Parabens Alê!!!

[2]

tbm to sem criatividade pra escrever kkkkk

Luiz Felipe disse...

"Arabic, Coptic, Doric e Ionic eram muito similares, fazendo confusão às vezes no porto" isso q chamo de falta de criatividade ¬¬
Parabens Alê!!!

[3]

tbm to sem criatividade pra escrever kkkkk

[2]



zuando, kkkkkkkkkkk
parabéns!!!
a White Star num tinha mta sorte com os navios
=(

bernardo disse...

"Arabic, Coptic, Doric e Ionic eram muito similares, fazendo confusão às vezes no porto" isso q chamo de falta de criatividade ¬¬
Parabens Alê!!!

[4]

tbm to sem criatividade pra escrever kkkkk

[3]


neim to zuando kkkkkk
parabens!!!

Andre disse...

Conhecer a historias desses navios é super interessante. A historia do COPTIC é muito interessante.

fabiana disse...

falta de imaginação desses projetistas da H&W
bjs

Aislan disse...

Eles têm alguma diferença... mínima, mas possuem... rsrs

Andre disse...

Aleeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee


ta bom d+++++++++++++++++ os posts

=D

AIR SUPPLY EVOLUTION STAR disse...

André, você falou em mulheres, vale pensar que hoje em dia tem muita mulher não só comentando sobre navios, mas SERVINDO neles, em diversas funções, até mesmo como oficial. Quanto aos navios muito parecidos, vale lembrar que o trio principal da companhia também era muito parecido fisicamente quando se olhava de longe. E tenho que concordar com você em uma coisa: os transas clássicos eram lindos demais, pena não encontrarmos nenhum do tipo funcionando por aí.