domingo, outubro 30, 2005

THOMAS ANDREWS

Os navios cresceram quase paralelamente; nos trabalhos, foram empregados os melhores materiais e toda a tecnologia de vanguarda de que dispunha a sociedade Harland &Wolff, já que a White Star detinha a mais importante carteira de clientes. O trabalho era realizado em todas as frentes, pois se desejava dar uma resposta imediata à concorrência. Além de atuar como consultor do Ministério do Comércio para os assuntos concernentes à segurança marítima, depois de se aposentar em 1910, Alexander Carlisle, principal arquiteto naval da Harland &Wolff, continuou desempenhando outros cargos fora da sociedade, entre os quais, o de diretor da Wilin, uma sociedade fabricante de gruas.
-
Seu assistente, Thomas Andrews, foi seu sucessor e chegou a ocupar o posto de administrador delegado pela Harland &Wolff e o de chefe da divisão de projetos. Desta maneira, tornou-se o principal projetista responsável pelo Titanic.
-
Andrews era um grande trabalhador, sua jornada de trabalho não conhecia limites de horário. Sua aparência pessoal não era impecável como a de Ismay, ao contrário, seus ternos tinham sempre as marcas de sua incessante tarefa de desenhista e de controlador das operações. Seu principal colaborador era Edward Wilding, um engenheiro naval que trabalhou como subchefe da divisão de projetos.
-
Apesar da pouca idade, Andrews era um verdadeiro mestre no que dizia respeito aos navios de linha transoceânica, pois anos antes se encarregara da supervisão do Baltic e do Oceanic. A partir do momento em que fora convocado por seu tio, lorde Pirrie, para colaborar no projeto do Titanic, concentrara-se de corpo e alma naquela descomunal empreitada. Tudo o que se relacionasse com o navio tinha proporções tão fora do comum, que todos os cálculos e medidas empregados em projetos anteriores eram inúteis. Por exemplo, a âncora central pesaria mais de 15 toneladas e seriam necessários 20 cavalos para puxá-la sobre um vagão especial; o leme pesaria mais de 100 toneladas; a hélice central, 22 toneladas; e as duas laterais, 38 toneladas cada uma.
-
RESUMO: Thomas Andrews, sobrinho de lorde Pirrie, nasceu em Comber, perto de Belfast, em 1874. Começou a trabalhar nos estaleiros Harland &Wolff quando tinha pouco mais de 17 anos, onde rapidamente conquistou, por sua habilidade técnica e sua grande tenacidade, a estima de todos seus companheiros de trabalho. Em pouquíssimo tempo se transformou em um dos mais hábeis e experientes projetistas dos estaleiros de Belfast; por esta razão, Pirrie convidou-o a participar do reduzido grupo de técnicos encarregados da tarefa de transformar em realidade o sonho dos mais belos e maiores navios já construídos até então.

2 comentários:

Rafael disse...

esse eh fera ^^

Anônimo disse...

Na expposição do Titanic, em Porto Alegre, vc ganha um cartão de embarque com o nome de um dos tripulantes *-*

e eu fui THOMAS ANDREWS ^^ MUAHAHAHAHAHAHAHHAAHHA MORRAM DE INVEJA \o/