domingo, novembro 27, 2005

AS PRIMEIRAS DÚVIDAS – PARTE FINAL?

Finalmente, o que dizer sobre o número 39094 do casco do Titanic? À primeira vista, parece um número como outro qualquer; porém, escrito à mão e refletido em um espelho, se transforma na inscrição NO POPE “nenhum papa”.
Seria possível ignorar este detalhe, em meio ao clima de violento antagonismo entre católicos e protestantes em Belfast, onde fora construído o transatlântico?
Os operários católicos do estaleiro protestaram contra os responsáveis de Harland & Wolff, que lhes asseguraram tratar-se de uma simples coincidência. Entretanto, a resposta não impediu que o número fosse entendido como um funesto e ameaçador sinal. Até mesmo a rapidez da execução dos trabalhos alimentou a crença de que algum operário havia ficado preso entre os tabiques do casco, como uma sinistra vítima propiciatória. O certo é que, passados os fatos, qualquer acontecimento pode ser novamente interpretado como uma história fantasiosa, usada para demonstrar a veracidade da mais descabida hipótese. Para não cair em semelhante erro, é preciso retroceder à fatídica viagem e analisar os projetos e deliberações que precederam e determinaram a construção do maior e mais luxuoso navio do mundo.
-
FOTO: O mistério do “número maldito”. Como podemos observar no desenho, o número do casco do Titanic (390904), escrito à mão e refletido em um espelho, se transforma na inscrição “NO POPE”.

2 comentários:

LORENNA disse...

Oi...Estes mistérios do Titanic sempre me intrigam e me dão arrepios...Apesar do pior ja ter acontecido,fico um pouco sei lá,amedrontada com essas revelações.Parabéns pelas informações,eu ja tinha lido sobre isso,mas nunca tive coragem de testar...
BEIJOS

Anônimo disse...

Frank Jabal
a cada novidade que o titanic apresenta se torna um motivo para mim estudar e me aprofundar mas nos misterios ocultos. Isso me fascina.....